Edital do Processo Seletivo para a turma do Primeiro Semestre de 2018 (V MP-CECRE) deve estar disponível em breve (por volta de outubro de 2017) - Leiam!

O Mestrado Profissional em Conservação e Restauração de Monumentos e Núcleos Históricos da Universidade Federal da Bahia (MP-CECRE UFBA) é um curso gratuito, bianual, com a duração de dois anos (quatro semestres, sendo os três primeiros necessariamente presenciais), voltado, exclusivamente, a arquitetos e engenheiros civis. Acolhe alunos brasileiros e estrangeiros legalmente residentes no país – mas também discentes (sem residência no Brasil) provenientes de toda América Latina, África de língua portuguesa e Portugal, desde que sejam aprovados no processo seletivo e tenham disposição para frequentar o curso em toda a sua fase presencial.

O edital do processo seletivo da quinta turma (V MP-CECRE) deve ser aberto por volta de setembro de 2017, e deve seguir, em linhas gerais, o último edital disponível nessa página (veja nas abas acima) - mas podem haver mudanças significativas.

São oferecidas 16 vagas para brasileiros ou estrangeiros legalmente residentes no Brasil e 04 vagas para estrangeiros não residentes

Para além de uma série de documentos que precisam ser apresentados no processo seletivo – e que são detalhados em cada edital –, os candidatos precisam apresentar um Curriculum Vitae atualizado e uma Proposta de Estudos.

Esta Proposta de Estudos deve contemplar a indicação de um edifício ou conjunto urbano em qualquer lugar do Brasil, da América Latina, Portugal e África, que será trabalhado durante o curso através da elaboração de um projeto arquitetônico, e/ou urbanístico, e/ou tecnológico de intervenção.

Logo, é importante buscar, junto aos órgãos de salvaguarda do patrimônio (por exemplo), possíveis temas (edifícios ou núcleos urbanos que necessitem de um projeto de conservação, restauração, requalificação, revitalização) para desenvolvimento durante o curso.

Sobre a Proposta de Estudos a ser desenvolvida para o processo seletivo

A Proposta de Estudos a ser apresentada para a seleção, com a indicação do edifício ou núcleo histórico a ser trabalhado, deve contemplar a importância de se recuperar – através de um processo de conservação, consolidação, restauração, revitalização, requalificação, reciclagem – o edifício ou sítio histórico escolhido como tema de investigação e de trabalho.

É claro que o objeto arquitetônico ou urbano tem que ter relevância cultural (histórica, arqueológica, artística) e precisa estar comprometido por problemas de degradação – que podem ser provenientes dos mais diversos agentes. Um objeto arquitetônico ou sítio histórico em perfeito estado de conservação não se justifica como tema para o MP-CECRE – já que o aluno desenvolverá, justamente, um projeto de intervenção que visa sua recuperação, com toda a complexidade que esta ação pressupõe.

Neste sentido, quanto mais material sobre o edifício ou núcleo urbano a ser trabalhado for apresentado na Proposta de Estudos, melhor compreensão os avaliadores poderão ter da relevância da proposta.

 

Estrutura da Proposta de Estudos

A Proposta de Estudos deverá ter no máximo 15 páginas escritas sendo, porém, ilimitada no que concerne ao acolhimento de material gráfico e iconográfico relativo ao edifício ou sítio urbano a ser trabalhado.

Ou seja, é muito importante a vasta inclusão de imagens antigas do objeto escolhido (se houver); a apresentação de inúmeras fotografias recentes mostrando o valor da edificação ou área urbana, bem como seu estado de degradação; além de material gráfico antigo e atual do objeto – mapas, plantas, cortes, elevações, simulações tridimensionais, croquis (se houver).

A Proposta de estudo deverá estar estruturada da seguinte forma:

       TÍTULO

  1. Tema: apresentação do objeto de estudos (edificação ou sítio histórico degradado)
  2. Objetivos: objetivo geral e objetivos específicos do Projeto de Intervenção a ser elaborado no MP CECRE.
  3. Objeto: breve histórico do objeto de estudo, seguido de análise físico-arquitetônica e/ou urbanística – texto ilustrado com imagens antigas e recentes, bem como outras referências iconográficas e visuais.
  4. Justificativa: justificativa da escolha do objeto para o desenvolvimento do Projeto de Intervenção no MP-CECRE.
  5. Documentação gráfica: desenhos técnicos cadastrais do edifício ou núcleo histórico a ser trabalhado – mapas, plantas, cortes, elevações, simulações tridimensionais, croquis, etc.
  6. Documentação iconográfica: imagens antigas e vasto acervo de fotografias recentes (de preferência feitas pelo candidato) do objeto escolhido.
  7. Referências Bibliográficas: referências utilizadas na elaboração da Proposta de Estudos.

 

Sobre Bolsas de Estudo

Para o ano de 2018 temos diversas bolsas da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB) garantidas (valor de R$ 1500,00):

  • 1 bolsa com 24 meses de duração - começa março de 2018 e termina fevereiro de 2020.
  • 10 bolsas com 10 meses de duração – começa junho de 2018 e termina fevereiro de 2019.

Existe também grande possibilidade de conseguirmos mais bolsas da FAPESB a partir de agosto de 2018, dessa vez com 20 meses de duração.

  • De 0 a 8 bolsas (não dá para garantir nada) - começa agosto de 2018 e termina fevereiro de 2020.