Laboratórios

LABORATORIOS

O MP-CECRE conta com o apoio de diversos laboratórios do Programa de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo (PPGAU UFBA), da Faculdade de Arquitetura (FAUFBA), da Escola Politécnica (EP-UFBA) e do próprio Centro de Estudos de Arquitetura da Bahia (CEAB) – centro de pesquisa cujo prédio acolhe fisicamente o curso. Esta grande diversidade de laboratórios permite aos alunos uma maior aproximação com o exercício da arquitetura, principalmente, das experiências com teoria, prática, projeto, documentação e técnicas da restauração e da conservação.

Entre os laboratórios disponíveis destacam-se os seguintes:

 

LABORATÓRIOS LOCALIZADOS NO PRÉDIO DO CEAB:

CEAB – Centro de Estudos da Arquitetura na Bahia.

Sediado no segundo pavimento do prédio com o seu próprio nome, situado a cerca de cem metros da FAUFBA, este centro de estudos, criado em 1963, está associado à Área de Concentração em “Conservação e Restauro” e mais especificamente à Linha de Pesquisa da “Restauração, Conservação e Gestão dos Bens Patrimoniais” do MP-CECRE e do PPGAU UFBA. A infraestrutura física e os equipamentos do CEAB permitem que aí também esteja sediado o Mestrado Profissional em Conservação e Restauração de Monumentos e Núcleos Históricos (MP-CECRE) – aliás, há mais de 35 anos, desde a implantação do curso de especialização na Bahia.

Além de salas destinadas ao desenvolvimento das aulas e à coordenação do curso, o CEAB abriga um importante arquivo documental, compreendendo uma mapoteca e uma fototeca com um valioso acervo de obras raras sobre a história da cidade de Salvador, assim como acerca de outros conteúdos relacionados às técnicas e sistemas construtivos tradicionais, como também à teoria e à história da preservação – com cerca de 500 plantas e 300 fotografias da cidade de Salvador e do Recôncavo Baiano.

No mesmo arquivo também se encontra armazenado todo o conjunto de trabalhos (projetos de intervenção visando a proteção de monumentos e sítios históricos) elaborados ao longo dos 35 anos de existência do CECRE e do MP-CECRE. São mais de 280 trabalhos de egressos das 12 edições do curso de especialização oferecidas na Bahia e das três edições concluídas do curso enquanto mestrado profissional.

Grande parte do seu acervo documental e fotográfico já foi digitalizado, o que permite um acesso mais facilitado aos pesquisadores interessados no campo da história e da preservação de sítios e monumentos culturais, sejam do PPGAU, do MP-CECRE, ou de outras instituições voltadas à pesquisa.

A sede do CEAB foi recentemente reformada, dando maiores condições de conforto e funcionalidade aos seus usuários.

São pesquisadores do CEAB os professores do MP-CECRE Eugênio de Ávila Lins, Luiz Antonio Fernandes Cardoso, Márcia Sant’Anna, Mariely Santana (vice coordenadora do curso desde fevereiro de 2016) e Rodrigo Espinha Baeta (coordenador do curso desde fevereiro de 2014).

DOCOMOMO-BA – International Working-Party for Documentation and Conservation of Buildings, Sites and Neighborhoods of Modern Moviment.

Como núcleo de documentação e conservação de edificações e conjuntos do Movimento Moderno, o DOCOMOMO é uma organização não governamental, com representação em mais de quarenta países. Foi fundado em 1988, na cidade de Eindhoven na Holanda. É uma instituição sem fins lucrativos e está sediada, atualmente, em Lisboa, sendo um organismo assessor do World Heritage Center da UNESCO.

Os objetivos do DOCOMOMO são a documentação e a preservação das criações do Movimento Moderno na arquitetura, urbanismo e manifestações afins. Também busca indicar instrumentos para conservar edificações e conjuntos urbanos do Movimento Moderno, assim como aprofundar a discussão sobre os critérios de classificação dessa arquitetura, os paradigmas de restauro e os seus agentes de produção.

A representação desta ONG no país, DOCOMOMO Brasil, foi criada em 1992 no PPGAU UFBA, onde funcionou por quase uma década, sendo que a sua atual gestão está vinculada ao Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano (MDU), no Departamento de Arquitetura e Urbanismo (DAU), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). É uma entidade nacional, com representações regionais organizadas em núcleos de abrangência estadual.

O núcleo DOCOMOMO-Bahia, berço do DOCOMOMO no país, dá continuidade à reflexão, apropriação e disseminação do repertório e práticas modernas em suas múltiplas formas, avaliando com maior precisão suas possibilidades de preservação. Para consolidar essas reflexões o núcleo mantém um sítio web onde, desde 1997, edita o Guia da Arquitetura Moderna em Salvador e disponibiliza os registros videográficos de suas principais atividades.

Atualmente sediado em sala do pavimento térreo do prédio do CEAB, é coordenado pelo Professor do PPGAU, José Carlos Huapaya Espinoza, e está associado à Área de Concentração em “Conservação e Restauro”, e mais especificamente às Linhas de Pesquisas de “Teoria e Crítica da Arquitetura (e do Urbanismo)” e de “Restauração, Conservação e Gestão dos Bens Patrimoniais. Estão vinculados a este núcleo de pesquisa os professores permanentes do MP-CECRE Nivaldo Vieira de Andrade Junior, Juliana Cardoso Nery e Anna Beatriz Ayroza Galvão.

Finalmente, o DOCOMOMO-BA possibilita aos alunos do MP-CECRE a participação na discussão contemporânea sobre a preservação do patrimônio cultural do Movimento Moderno. De forma mais específica, vários discentes trazem como tema para o mestrado profissional edifícios ou áreas urbanas identificadas com os aportes do DOCOMOMO, e voltam-se inevitavelmente ao núcleo instalado no mesmo prédio que o MP-CECRE.  

MULTGRAF – Laboratório de Multimeios na Expressão Gráfica.

Ligado à Linha de pesquisa “Linguagem, Informação e Representação do Espaço” – linha compartilhada pelo MP-CECRE e pelo PPGAU UFBA –, o objetivo principal do MULTGRAF é o de organizar os esforços docentes e discentes na pesquisa dos processos inerentes à expressão gráfica, tanto na área técnica quanto artística.

Criado em 1998, surgiu da necessidade de pesquisar e/ou desenvolver novos métodos de ensino para as disciplinas ligadas à expressão gráfica, seja em nível de graduação ou pós-graduação, atendendo às demandas dos diversos cursos que têm nos seus currículos tais disciplinas oferecidas – principalmente, pelo Departamento das Geometrias de Representação da FAUFBA.

Instalado no pavimento térreo do prédio do CEAB, numa área de aproximadamente 145 metros quadrados, conta com sala para pesquisadores e um laboratório com computadores, impressoras, scanners, mesa digitalizadora, sala de aula equipada com 15 computadores e projetor multimídia. Composto por professores e pesquisadores ligados à área de Representação Gráfica, as pesquisas do MULTGRAF vêm sendo apoiados pelo programa PIBIC.

Atualmente são desenvolvidos trabalhos sobre: “Adaptação das Formas Tradicionais de Representação”; “Internet”, “Redes e Projetos Multimídia”; “Modelagem Tridimensional”.

Participa do MULTGRAF a Professora Eloísa Petti Pinheiro, que foi do quadro permanente do MP-CECRE até junho de 2016.

O acesso dos alunos do MP-CECRE a este laboratório permite desenvolver novas formas para apresentação dos trabalhos e novas possibilidades de acesso a pesquisas por meio das ferramentas computacionais.

 

LABORATÓRIOS LOCALIZADOS NO PRÉDIO DA FAUFBA:

RUP – Núcleo de Requalificação Urbana e Projeto.

Criado em 2003 – então denominado “Requalificação urbana do Pilar” –, teve o objetivo inicial de acolher o desenvolvimento de grandes projetos de intervenção urbana e arquitetônica que afetavam as áreas históricas do Pilar, Taboão e Julião, conjuntos muito degradados do centro histórico de Salvador. Os projetos, plenamente desenvolvidos e implantados, foram patrocinados pela Companhia de Desenvolvimento Urbano da Bahia (CONDER). Em função do sucesso da primeira iniciativa do RUP, o núcleo passaria a ser, genericamente, um centro integrado de produção de projetos de requalificação, restauração, revitalização, conservação urbana e arquitetônica de Salvador, acolhendo diversos professores do MP-CECRE que lá podem desenvolver seus trabalhos práticos na área proteção do patrimônio edificado. Além dos docentes, o núcleo integra alunos de pós-graduação e alunos de graduação bolsistas, que apoiam a elaboração dos projetos em todas as suas etapas.    

Para o MP-CECRE o RUP está vinculado à Área de Concentração em “Conservação e Restauro”, e mais especificamente à Linha de Pesquisa de “Restauração, Conservação e Gestão dos Bens Patrimoniais”, e conta como seu coordenador Nivaldo Vieira de Andrade Junior, professor do quadro permanente do MP-CECRE – para além da Professora Naia Alban Suarez, Diretora da FAUFBA e Professora Colaboradora do curso.

L-CAD – Laboratório de Estudos Avançados em Cidade, Arquitetura e Tecnologias Digitais.

Criado em fevereiro de 1992 e localizado no subsolo do edifício da Faculdade de Arquitetura, o LCAD é um núcleo de estudos e aplicações de tecnologias computacionais aplicadas à Arquitetura e ao Urbanismo, como também um grupo de pesquisa cadastrado do DGP/CNPq.

Desenvolve atividades de ensino (graduação e pós-graduação), como também de pesquisa e extensão, dando suporte à Linha de Pesquisa “Linguagem, Informação e Representação do Espaço” que, por sua vez, tem articulação com as duas áreas de concentração do PPGAU UFBA, bem como com a única área de concentração (“Conservação e Restauro”) do MP-CECRE.  

Seu ponto forte é o trabalho de documentação arquitetônica que vem sendo realizado com a participação de professores, pesquisadores, doutorandos, mestrandos, bolsistas de iniciação científica e voluntários, com a participação das comunidades locais, numa atividade integrada de ensino, pesquisa e extensão.

Este trabalho de Documentação do Patrimônio Arquitetônico tem se sobressaído no cenário nacional e internacional. Nos últimos anos o LCAD tem realizado esforços para o domínio e aplicação da Fotogrametria Digital e das tecnologias de varredura a laser (3D Laser Scanning), associadas à modelagem Geométrica Tridimensional para uso em pesquisas da Área de Conservação e Restauro, assim como aquelas de geoprocessamento e novas tecnologias da informação para aplicação na Área de Urbanismo. O LCAD também é responsável por disciplinas específicas da área de urbanismo do PPGAU, assim como dos mestrados em Engenharia Ambiental Urbana (MEAU) e Geografia, cursos respectivamente oferecidos pela Escola Politécnica e pelo Instituto de Geociências da UFBA.

Através do LCAD, o PPGAU UFBA e o MP-CECRE mantém intercâmbios institucionais de cooperação acadêmica para ensino e pesquisa entre a Universidade Federal da Bahia e a Università Politecnica delle Marche, em Ancona na Itália, através do qual viabilizou, em 2013, a participação dos seguintes professores e pesquisadores visitantes no programa acadêmico: Grabriele Fangi (de 05/05 a 05/07), Eva Savina Malinverni (de 24/06 a 05/07) e Fausto Pugnalone (de 24/06 a 05/07)

O LCAD tem participação na Rede BIM Brasil, financiada pela CAPES, com a Universidade Federal do Paraná – UFPR (instituição líder), Universidade Federal Fluminense – UFF e Universidade de São Paulo – USP; Rede TIC Brasil, financiada pela FINEP, através da Chamada Pública MCT/FINEP/Ação Transversal – Saneamento Ambiental e Habitação, juntamente com as seguintes instituições Universidade de São Paulo – USP (instituição líder), Universidade Presbiteriana Mackenzie – UPM, Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, Universidade Federal do Paraná – UFPR, Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRS, e Universidade Federal do Ceará – UFC. Além disto, tem estabelecida parceria com a Universidade de Brasília – UNB, Faculdade de Tecnologia na utilização de VANTs (Veículos Aéreos não Tripulados) na documentação arquitetônica, com a qual já foram estabelecidas três missões de campo uma na Bahia (Salvador e Cachoeira), outra em Pirenópolis Goiás, e a terceira em Belém do Pará. Possui também uma parceria estabelecida com o LACORE/PPGAU/UFPA, apoiada pela CAPES (Programa Casadinho), que possibilitou a realização de trabalhos conjuntos destes grupos e a vinda de 7 estudantes da UFPA, entre mestrando e bolsistas de IC, para treinamento e estágio na UFBA em 2012. Em 2013 teve início o projeto de documentação de Mucugê, cidade da Chapada Diamantina, numa atividade integrada de ensino, pesquisa e extensão, com participação de professores, pesquisadores, doutorandos, mestrandos, bolsistas de IC e voluntários, contando com o suporte financeiro parcial do CNPq, através do Edital Universal 2012.

Por fim, o LCAD permite aos alunos do MP-CECRE uma maior aproximação com as novas ferramentas computacionais relacionadas a levantamentos gráficos, e fotográficos de monumentos e conjuntos históricos – especialmente a fotogrametria, sensoriamento remoto, etc. Muitos professores deste laboratório ministram aulas no MP-CECRE, onde apresentam pesquisas da tecnologia da computação gráfica, aplicada aos novos meios de projetação e da preservação do patrimônio cultural: entre eles, Arivaldo Leão Amorim, que foi professor permanente do curso até junho de 2016, e Natalie Johanna Groetelaars, que foi credenciada como professora permanente em julho de 2016.

Workshops são oferecidos, nos quais os alunos têm a oportunidade de experimentar os aportes teóricos debatidos – em trabalhos de campo de levantamento cadastral de monumentos e áreas urbanas com recursos indiretos: temas essenciais para o desenvolvimento dos Trabalhos Finais do MP-CECRE. 

LACAM - Laboratório de Conforto Ambiental.

Também sediado no subsolo da Faculdade de Arquitetura, o LACAM está vinculado à Área de Concentração em “Conservação e Restauro”, e mais especificamente à Linha de Pesquisa “Ciência e Tecnologia da Conservação e do Restauro” – área de concentração e linha de pesquisa compartilhadas entre o MP-CECRE e o PPGAU. Possui um corpo técnico composto por especialistas, mestres e doutores nas áreas de arquitetura, física e engenharia.

Desde sua criação, em 1986, o LACAM trabalha em projetos de pesquisa na simulação em iluminação natural e artificial e em desempenho térmico do ambiente construído. Sua equipe é formada por professores da Graduação, do MP-CECRE, e do PPGAU, notadamente em estudos vinculados às disciplinas “Áreas Verdes Urbanas” e “Ambiente Urbanos”, oferecidas pelo PPGAU, bem como à disciplina “Aspectos Físicos Ambientais”, que foi obrigatória para o MP-CECRE até o ano de 2015.

Desenvolve projetos de adequação ambiental para museus, destacando-se seu trabalho no estudo de adequação ambiental do Museu de Arte Sacra da UFBA.

A professora permanente, e vice coordenadora do MP-CECRE nos anos de 2014 e 2015, Griselda Pinheiro Kluppel, bem como a professora colaboradora Marcia Freire (docente do curso até finais de 2015), compõem, juntamente com outros professores, alunos de pós-graduação e graduação, os pesquisadores deste laboratório.

Desenvolvendo pesquisas sobre o ambiente, o clima urbano, a arquitetura e os materiais de construção, possibilita aos alunos do MP-CECRE a aproximação com investigações relacionadas com a conservação preventiva, conteúdo essencial para os maiores centros de preservação do patrimônio cultural.

 

LABORATÓRIO LOCALIZADO NO PRÉDIO DA EP-UFBA:

NTPR – Núcleo de Tecnologia da Preservação e do Restauro.

Liderado pelo professor permanente do MP-CECRE e do PPGAU UFBA, Mário Mendonça de Oliveira, o NTPR é o mais conceituado laboratório especializado em ciência e tecnologia da conservação e do restauro do Brasil.

Funcionando desde 1983, e associado à Área de Concentração em “Conservação e Restauro”, e mais especificamente à Linha de Pesquisa “Ciência e Tecnologia da Conservação e do Restauro” – o NTPR dedica-se aos estudos dos materiais construtivos, das estruturas e das condições ambientais em que se encontram os monumentos, dando apoio às disciplinas ministradas pelos professores do grupo e à elaboração de pesquisas vinculadas a dissertações, teses e trabalhos finais dos alunos do mestrado acadêmico e profissional e do doutorado – assim como à realização da atividade obrigatória para o PPGAU de Pesquisa Orientada.

O NTPR presta consultorias e mantém uma forte ajuda na nucleação, dando suporte a ex-alunos na implantação de cursos, grupos de pesquisas e na solução de problemas relativos à conservação-restauração de monumentos, como fica evidente com a sua participação na criação dos cursos de pós-graduação da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) e na Universidade Federal do Pará (UFPA).

Conta com equipamentos de precisão e pessoal qualificado da Faculdade de Arquitetura e da Escola Politécnica da UFBA, além de professores e pesquisadores colaboradores de instituições de pesquisa do Brasil e do exterior.

Sua infraestrutura (Sala de Microscopia e Instrumentos de Precisão, Sala para Bolsistas, Sala de Consultas, Sala para Preparo de Corpos de Provas e Sala de Pesquisadores) e equipamentos disponíveis permitem desenvolver pesquisas relacionadas com a durabilidade e os processos de degradação e recuperação dos materiais e processos construtivos, visando prioritariamente a preservação e a restauração das edificações históricas e o desenvolvimento de tecnologias alternativas para barateamento do custo de construção.

Integra a “Rede de Materiais de Construção e Estruturas”, de âmbito nacional, que agora comenda a “Rede Nacional de Biodegradação” criada pelo CYTED – “Programa y Tecnlogía para el Desarollo”, sob coordenação do Professor Mário Mendonça de Oliveira – com cadeira no conselho fiscal da “Associação Brasileira de Conservadores e Restauradores”, sob a responsabilidade da professora Cybele Santiago.

Além do coordenador do laboratório e de muitos outros pesquisadores, a professora permanente do MP-CECRE, Rosana Munõz, e a professora colaboradora, Larissa Correa Acatauassu Nunes Santos, também integram o quadro de pesquisadores do NTPR.

É preciso dizer que todos os alunos do MP-CECRE são acolhidos no laboratório, participando de aulas e pesquisas. Para além disso, têm a possibilidade de praticarem os conteúdos ministrados nas disciplinas de tecnologia do restauro, executando diversos ensaios em amostras dos objetos de estudo. Também frequentam o laboratório para elaborar os ensaios relativos ao “Ateliê de Projeto II - Diagnóstico Físico Ambiental e Conservação Preventiva de Edifícios, Conjuntos e Sítios Históricos” e, consequentemente, ao seu Trabalho Final de curso, especialmente aqueles alunos que trabalham com intervenções em edifícios e com a consolidação estrutural de monumentos. 

Portanto, os alunos do MP-CECRE tem acesso, juntamente com outros pesquisadores e profissionais da área da conservação e restauração do patrimônio edificado e urbano de interesse cultural a:

Ensaio simples de argamassa (determinação do traço provável em massa, com análise granulométrica do agregado após ataque ácido e remoção dos finos); calcimetria (determinação da % de caco3 em argamassas de cal); ensaio de absorção de umidade por capilaridade ascendente; absorção total d'água (porosidade acessível); permeabilidade de telhas cerâmicas; envelhecimento acelerado com cristalização de sais; perda ao fogo (argamassa); testes qualitativos de sais solúveis (nitrato, cloreto e sulfato); determinação quantitativa de sais solúveis (nitrato, cloreto e sulfato); medida de ph; determinação de ponto de fusão; massa específica aparente (picnômetro de Hubbard); massa unitária (picnômetro de Hubbard); análise estratigráfica; teste de abrasão de rochas e outros materiais de revestimento com ou sem protetivos (tintas, ceras, resinas, etc); ultra-som; aderência de argamassas e de outros revestimentos ao substrato; resistência à tração e compressão de argamassas, rochas e outros materiais; resistência ao impacto de corpo duro em rochas para revestimento; medição de vibração sobre edifícios; controle de andamento de lesões; medição de radiação ultravioleta; medição de fluxo luminoso; controle de umidade relativa ambiental; diagnóstico e controle de condições climáticas de ambientes para abrigo de coleções.

LABORATÓRIOS LOCALIZADO NO MÓDULO IANSÃ, O PRÉDIO QUE ACOLHE O PPGAU UFBA:

NHU - Núcleo de História Urbana.

Articulado à Área de Concentração em “Conservação e Restauro” do MP-CECRE, e mais precisamente à Linha de Pesquisa “História da Cidade e do Urbanismo”, o NHU funciona desde 1989, criado por um grupo de professores e pesquisadores interessados na questão dos diferentes processos de estruturação e transformação das cidades, assim como de suas concepções, representações, idealizações e instrumentos de intervenção.

Coordenado durante muitos anos por Marco Aurélio de Filgueiras Gomes (professor permanente do MP-CECRE até o ano de 2014 quando se aposentou e se afastou por problemas de saúde), o núcleo amplia o seu papel agregador dos trabalhos desenvolvidos nessa linha de pesquisa sendo um importante interlocutor entre o PPGAU e MP-CECRE e outras instituições congêneres atuando na mesma área.

Para além do Professor Marco Aurélio, muitos outros professores do quadro permanente do MP-CECRE atuam como pesquisadores no núcleo: Eloísa Petti Pinheiro (professora até junho de 2016), Juliana Cardoso Nery, Luiz Antonio Fernandes Cardoso, Márcia Genésia de Sant’Anna, Nivaldo Vieira de Andrade Junior, Rodrigo Espinha Baeta (coordenador do MP-CECRE desse fevereiro de 2014), Susana Acosta Olmos.

No âmbito dos discentes do MP-CECRE, o núcleo orienta o aluno para o estudo dos processos de transformação da cidade, assim como para o estudo da constituição e desdobramento do pensamento urbanístico, privilegiando a realidade brasileira e latino-americana como recorte espacial de análise – em especial as modificações das áreas de interesse cultural.

NAPPE – Núcleo de Apoio à Pesquisa e Produção Editorial.

Esse núcleo foi criado em 1996 para atuar no planejamento, organização e editoração da produção do PPGAU UFBA, tendo como proposta a produção de livros, anais, catálogos, folders, textos didáticos e a edição de seus periódicos.

Em 2002 o NAPPE foi reestruturado para atender a uma proposta editorial mais sistemática e de maior amplitude, incluindo, além da linha editorial existente, publicações em coedição com a EDUFBA e outras Editoras e o lançamento de um novo periódico (Cadernos do PPGAU UFBA), voltado sobretudo para a produção discente, docente e de convidados.

Em 2012, foi criada uma coordenação específica (NAPPE-Periódico) para cuidar da produção do Cadernos PPGAU, Revista RUA e Coleção PPGAU Livros, coordenada pelos professores Taís Portela, Rodrigo Baeta (coordenador do MP-CECRE) e Ana Carolina Bierrenbach. Também foi criada uma coordenação específica para a produção de conteúdos multimídia (NAPPE-Multimídias), objetivando impulsionar a utilização de tecnologias da informação e comunicação no desenvolvimento de conteúdos, conhecimento, acessibilidade e visibilidade dos produtos gerados pelas atividades de ensino, pesquisa e extensão do Programa.

O NAPPE tem dado prosseguimento à modernização do sítio web do PPGAU e do MP-CECRE e iniciou a produção de recursos didáticos também para o curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo da UFBA, para o ensino médio de escolas públicas e para cursos à distância, tendo como repertório de conteúdos as atividades de ensino, pesquisa e extensão do PPGAU UFBA.

Além das atividades de produção de conteúdos, o NAPPE oferece suporte ao compartilhamento de conhecimentos e experiências entre os projetos e grupos de pesquisa participantes facilitando: armazenamento e compartilhamento de dados digitais produzidos pelos diversos grupos de pesquisa, com a implantação de servidores de arquivo e impressão; utilização de novas tecnologias da informação e comunicação no apoio à produção de recursos gráficos e videográficos para o desenvolvimento dos trabalhos de pesquisa; registro, edição e produção de séries didáticas e disseminação de conteúdos das pesquisas por meio de mídias digitais e Internet; registro, documentação e edição das atividades acadêmicas dos grupos (aulas, seminários, conferências, pesquisas de campo); criação de uma videoteca e de uma biblioteca especializada para a maior acessibilidade e visibilidade da produção acadêmica e científica do PPGAU.