Linhas de Pesquisa

LINHAS DE PESQUISA E SUA RELAÇÃO COM AS DISCIPLINAS:

Independente da origem e locação das disciplinas, todas estão ligadas à única Área de Concentração do MP-CECRE, “Conservação e Restauro” (uma das duas do PPGAU UFBA). A área contempla, basicamente, os estudos históricos, teóricos, críticos, científicos e tecnológicos sobre a restauração, conservação e gestão dos bens patrimoniais edificados abrangendo, inclusive, o denominado patrimônio imaterial. Dentro da área de “Conservação e Restauro” estão locadas as cinco Linhas de Pesquisa do mestrado profissional – também compartilhadas com o Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo (na verdade, uma fração das linhas do PPGAU):  “Linguagem, Informação e Representação do Espaço”; “Ciência e Tecnologia da Conservação e do Restauro”; “Restauração, Conservação e Gestão dos Bens Patrimoniais”; “História da Cidade e do Urbanismo”; “Teoria e Crítica da Arquitetura e do Urbanismo”

Pela importância capital que as linhas guardam como estruturadoras do perfil pedagógico do MP-CECRE – mas também como o campo basilar dos produtos de perfil teórico ou prático desenvolvidos pelos docentes, discentes e egressos do mestrado profissional, assim como o lugar no qual estão inseridos os trabalhos de pesquisa, extensão e de caráter profissionais elaborados no âmbito do curso –, seria importante promover uma rápida descrição das cinco linhas enfatizando a sua inserção no contexto do mestrado profissional e listando as disciplinas e atividades didáticas vinculadas a cada uma: 

 

LINGUAGEM, INFORMAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DO ESPAÇO

Estudo das linguagens e tecnologias para a representação e intervenção no espaço arquitetônico, urbanístico e geográfico, incluindo aspectos tecnológicos e instrumentais e suas aplicações no planejamento, na projetação e no monitoramento. Essa Linha de Pesquisa está inserida nas duas Áreas de Concentração do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo – "Conservação e Restauro" e "Urbanismo" – e na Área de Concentração única do Mestrado Profissional em Conservação e Restauração de Monumentos e Núcleos Históricos – "Conservação e Restauro".  Para o mestrado profissional, a linha adquire especial importância por acolher disciplinas ligadas à documentação arquitetônica e de sítios urbanos, com especial atenção ao "Ateliê de Projeto I – Levantamento de Dados e Análise de Edifícios, Conjuntos e Sítios Históricos", um dos três ateliês que formam a espinha dorsal da estrutura curricular e da formação prática oferecida pelo MP-CECRE (atividade responsável pela orientação dos alunos em prol da coleta e da sistematização de dados cadastrais referentes ao monumento ou sítio urbano de interesse cultural que traz como tema para o curso, cumprindo as ações necessárias para a posterior identificação das patologias que os afetam, bem como essenciais para a elaboração do projeto arquitetônico, urbanístico ou tecnológico de conservação ou restauro). Por outro lado, a base para a estruturação da maioria das pesquisas desenvolvidas dentro da linha, assim como de parte das disciplinas oferecidas, é o “Laboratório de Estudos Avançados em Cidade, Arquitetura e Tecnologias Digitais” (LCAD) – que também se configura como importante Grupo de Pesquisa do CNPQ. Grande parte dos professores do PPGAU e do MP-CECRE que atuam na Linha de Pesquisa estão vinculados ao grupo. Nessa direção, são desenvolvidas inúmeras investigações que afetam a discussão de aspectos teórico-conceituais e dos usos prático-operacionais de tecnologias computacionais de última geração na documentação arquitetônica e de sítios urbanos – pesquisas que contribuem ativamente para a primeira fase da elaboração do Trabalho Final do mestrado profissional, quando os alunos estão cumprindo o “Ateliê de Projeto I”: levantamento de dados e cadastro gráfico dos monumentos e núcleos urbanos. 

Disciplinas vinculadas à Linha de Pesquisa "Linguagem, Informação e Representação do Espaço":

  • Ateliê de Projeto I: Levantamento de Dados e Análise de Edifícios, Conjuntos e Sítios Históricos – 136 horas – 8 créditos (obrigatória) – prática.
  • Tecnologias Digitais na Documentação do Patrimônio – 68 horas – 4 créditos (optativa) – teórica.

 

CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA CONSERVAÇÃO E DO RESTAURO:

Para conhecer o comportamento e a degradação dos materiais, bem como as condições ambientais em que se encontram os monumentos e sítios históricos, é necessário entender a ciência e tecnologia relacionadas à construção. Compartilhada pelo Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo e pelo Mestrado Profissional em Conservação e Restauração de Monumentos e Núcleos Históricos, a Linha de Pesquisa está inserida na Área de Concentração de "Conservação e Restauro" – comum ao programa acadêmico e ao profissional. Tem como base as atividades desenvolvidas pelo Laboratório NTPR (Núcleo de Tecnologia da Preservação e da Restauração) e pelo Lacam (Laboratório de Conforto Ambiental e Tecnologias Sustentáveis em Arquitetura, Urbanismo e Paisagismo), fundamentais no apoio à elaboração de Dissertações e Teses desenvolvidos pelo PPGAU, mas também essenciais aos Trabalhos Finais elaborados no MP-CECRE. Para o mestrado profissional, a Linha de Pesquisa tem especial importância, já que a elaboração de diagnósticos precisos do estado de conservação-degradação e das perdas sofridas no tecido figurativo dos monumentos e núcleos históricos é item fundamental para a formação prático-profissional e para o desenvolvimento de pesquisas relacionadas à área da Salvaguarda do Patrimônio Edificado e Urbano de Interesse Cultural. Para além disso, todo Trabalho Final do MP-CECRE tem um compromisso com a resolução de problemas de degradação de materiais e estruturas vinculados ao tema (edifício ou área urbana) escolhido para o projeto de intervenção. Ou seja, os discentes tem contato obrigatório com a Linha de Pesquisa através de diversas disciplinas e atividades: entre elas, o "Ateliê de Projeto II - Diagnóstico Físico Ambiental e Conservação Preventiva de Edifícios, Conjuntos e Sítios Históricos", um dos três ateliês que formam a espinha dorsal da estrutura curricular e da formação prática oferecidas pelo curso. Os estudantes do mestrado profissional frequentam ativamente os laboratórios vinculados à Linha de Pesquisa para elaborar ensaios relacionados a problemas da conservação dos materiais de construção e as condições de conforto ambiental dos monumentos ou núcleos históricos escolhidos para o desenvolvimento do Projeto de Intervenção (Trabalho Final). Finalmente, a Linha de Pesquisa acolhe o Grupo de Pesquisa do CNPQ, "Núcleo de Tecnologia da Preservação e da Restauração", coordenado por Professor do PPGAU e do MP-CECRE e com a participação de outros professores, estudantes e pesquisadores dos mestrados acadêmico e profissional e do doutorado.

Disciplinas vinculadas à Linha de Pesquisa “Ciência e Tecnologia da Conservação e do Restauro”:

  • Ateliê de Projeto II - Diagnóstico Físico Ambiental e Conservação Preventiva de Edifícios, Conjuntos e Sítios Históricos – 136 horas– 8 créditos (obrigatória) – prática.
  • Tecnologia da Conservação e do Restauro I – 68 horas – 4 créditos (obrigatória) – teórica.
  • Tecnologia da Conservação e do Restauro II – 34 horas – 2 créditos (optativa) –teórica.
  • Aspectos Físico-Ambientais – 17 horas – 1 crédito (optativa) – teórica.
  • Aspectos Históricos de Materiais de Construção Tradicionais – 34 horas – 2 créditos (optativa) – teórica.
  • Sistemas Construtivos Tradicionais – 17 horas – 1 crédito (optativa) – teórica.

 

RESTAURAÇÃO, CONSERVAÇÃO E GESTÃO DOS BENS PATRIMONIAIS

Contempla os estudos teóricos e críticos sobre a restauração, conservação e gestão dos bens patrimoniais edificados, as arquiteturas e conjuntos arquitetônicos e suas representações, suas apropriações, seu capital simbólico e valores, nas suas correlações com as dinâmicas urbanas abrangendo inclusive o denominado patrimônio imaterial, ou seja, as festas, os ritos, as manifestações religiosas e civis de interesse cultural relacionados à arquitetura e à cidade. Também interessa o debate sobre a prática projetual nas intervenções sobre as preexistências edificadas e urbanas, bem como as diversas possibilidades de ação sobre o patrimônio arquitetônico para além da conservação e do restauro, inclusive as complexas relações entre a arquitetura contemporânea e as preexistências urbanas consolidadas de valor cultural – o que leva a Linha de Pesquisa a uma interface direta com a formação prática dos discentes (especialmente aqueles que buscam uma pós-graduação de caráter profissionalizante). Compartilhada pelo PPGAU e pelo MP-CECRE UFBA, está inserida na Área de Concentração de "Conservação e Restauro" – comum ao programa acadêmico e ao profissional. Para o mestrado profissional, a linha adquire especial importância por acolher, com suas diversas temáticas, o maior número de disciplinas obrigatórias e optativas ligadas à formação dos alunos. Para além disso, a principal atividade curricular que os alunos precisam cumprir também está inserida dentro da Linha de Pesquisa “Restauração, Conservação e Gestão dos Bens Patrimoniais”: o "Ateliê de Projeto III: Projeto de Intervenção em Edifícios, Conjuntos e Sítios Históricos”, o ateliê conclusivo dos três que formam a espinha dorsal da estrutura curricular e da formação oferecida pelo MP-CECRE (disciplina de formação prática e profissional que dá apoio ao aluno no desenvolvimento do projeto de intervenção que afeta o edifício, conjunto urbano ou sítio histórico de interesse cultural trazido para ser trabalhado individualmente durante o curso). Pelo menos três Grupos de Pesquisa do CNPQ, coordenados por professores do PPGA e do MP-CECRE, acolhendo outros professores, alunos e pesquisadores dos mestrados acadêmico e profissional e do doutorado, foram criados nos últimos anos possuindo vínculo direto com a Linha de Pesquisa: “Projeto, Cidade e Memória”, “Arquitetura Popular: Espaços e Saberes” e “CHRONOS Arquitetura em Patrimônio”.

Disciplinas vinculadas à Linha de Pesquisa “Restauração, Conservação e Gestão dos Bens Patrimoniais”:

  • Atelier de Projeto III: Projeto de Intervenção em Edifícios, Conjuntos e Sítios Históricos – 136 horas– 8 créditos (obrigatória) – prática.
  • Estágio Supervisionado – 68 horas– 4 créditos (obrigatória) – prática.
  • Sítios Históricos Urbanos: Análise, Gestão e Intervenção – 68 horas– 4 créditos (obrigatória) – teórica.
  • História e Teoria da Conservação e do Restauro – 68 horas – 4 créditos (obrigatória) – teórica.
  • Política de Preservação do Acervo Cultural – 68 horas – 4 créditos (obrigatória) – teórica.
  • Projeto em Preexistência – 68 horas – 4 créditos  (optativa) – teórica.
  • Cidades e Sítios Antigos: Preexistência, Patrimônio e Projeto – 34 horas – 2 créditos  (optativa) – teórica.

 

HISTÓRIA DA CIDADE E DO URBANISMO

Contempla o estudo das diversas teorias que tratam da produção e da estruturação da cidade na história, da cidade como objeto do conhecimento histórico, das especificidades da periodização na história da cidade e do urbanismo, das dinâmicas urbanas, forma urbana, paisagem da cidade, apreciação estética do espaço urbano, modos de funcionamento e idealizações nos processos de transformação da cidade. Compartilhada pelo PPGAU e pelo MP-CECRE UFBA, está inserida na Área de Concentração de "Urbanismo" para o programa acadêmico e na Área de Concentração de “Conservação e Restauro” para o mestrado profissional. Acolhe o Grupo de Pesquisa do CNPQ, criado em 1989, "História da Cidade e do Urbanismo" – grupo que absorve vários professores e alunos do PPGAU e do MP-CECRE. O grupo destaca-se por ter vasta atuação na área, tendo sido o responsável pela criação dos Seminários de "História da Cidade e do Urbanismo", organizando sua primeira edição (1990), a segunda (1993) e a sétima (2002). Também foi responsável pela idealização do Seminário "Arte e Cidade", realizando em 2006 sua primeira versão e em 2008 a segunda. Para o MP-CECRE, a Linha de Pesquisa absorve grande relevância por afetar todos os Trabalhos Finais desenvolvidos no curso. Qualquer que seja o tema escolhido pelo discente, o entendimento do processo de desenvolvimento histórico da área urbana na qual o objeto se encontra é condição essencial para a elaboração das estratégias de conservação, restauração, requalificação, revitalização do edifício ou núcleo urbano de interesse cultural trazido para a elaboração do Projeto de Intervenção (Trabalho Final).

Disciplinas vinculadas à Linha de Pesquisa “História da Cidade e do Urbanismo”:

  • História da Forma Urbana – 68 horas – 4 créditos  (optativa) – teórica.
  • História das Cidades Coloniais – 51 horas – 3 créditos  (optativa) – teórica.

 

TEORIA E CRÍTICA DA ARQUITETURA (E DO URBANISMO)

Atualização permanente do corpo de ideias (teorias) que serve de base para ações de Teoria e Crítica associadas ao ensino e à prática em Arquitetura e Urbanismo, implicando a observação da sua complexidade na interação entre indivíduo (profissional, acadêmico) e sociedade, visando o questionamento permanente da sua pertinência (crítica). Compartilhada pelo PPGAU UFBA e pelo MP-CECRE UFBA, está inserida na Área de Concentração de "Urbanismo" para o programa acadêmico e na Área de Concentração de “Conservação e Restauro” para o mestrado profissional. Para o MP-CECRE a linha adquire importância primordial pelo de fato de que toda e qualquer intervenção que afeta uma preexistência edificada de interesse cultural exige uma compreensão histórica e crítica do objeto a ser restaurado, requalificado, revitalizado; ou seja, é imprescindível uma apreciação crítica prévia do valor da obra arquitetônica ou do núcleo urbano que deverá receber intervenção para que a ação projetual qualifique a preexistência, e não degrade ainda mais seu tecido figurativo. Nesse sentido, as disciplinas e pesquisas da área de teoria e crítica da arquitetura e do urbanismo interessam diretamente ao mestrado profissional. 

Disciplinas vinculadas à Linha de Pesquisa “Teoria e Crítica da Arquitetura (e do Urbanismo)”:

  • História da Arquitetura Latino-Americana – 34 horas – 2 créditos  (optativa) – teórica.
  • Seminários – 17 horas– 1 crédito (optativa) – teórica.
  • Universalidade e Diversidade na Arquitetura – 51 horas – 3 créditos  (optativa) – teórica.

 

Outras disciplinas costumam ser ministradas como cursos livres oferecidos pelos professores visitantes que vêm de outros estados e países para dar apoio pedagógico. Estes profissionais atuam sempre como coparticipantes em alguma disciplina da grade mínima (especialmente os ateliês). Mas, estes profissionais também ministram cursos livres, vinculados às linhas de pesquisa do MP-CECRE, com a carga horária mínima de 17 horas (um crédito) – cursos com presença obrigatória para alunos do mestrado profissional, mas também abertos ao mestrado acadêmico e ao doutorado do PPGAU, assim como acessíveis aos alunos e docentes da graduação da FAUFBA e da UFBA no geral:

  • A restauração como conservação e projeto do novo – 17 horas.
  • Da vecchie città a centri storici: la dimensione urbana della tutela e del restauro in Italia – 17 horas.
  • Gestão de centros históricos no Brasil – 17 horas. 
  • Intervenções em centros históricos na França – 17 horas.  
  • Luminotécnica para projetos de intervenção arquitetônica em monumentos e núcleos históricos – 17 horas. 
  • Sintaxe urbana na análise de núcleos históricos – 17 horas. 
  • Temas de restauración arqueológica y arquitectónica – 17 horas.

Todos estes cursos livres pertencem à Linha de Pesquisa “Restauração, Conservação e Gestão dos Bens Patrimoniais”.

Na verdade, para além das mencionadas acima, todas as disciplinas ofertadas pelo PPGAU e que não constam da lista apresentada – são pertinentes como atividades optativas do MP-CECRE.