Objetivos

OBJETIVO GERAL

O objetivo geral do atual Mestrado Profissional em Conservação e Restauração de Monumentos e Núcleos Históricos (curso que dá continuidade ao antigo CECRE) é formar arquitetos-urbanistas e engenheiros civis capazes de enfrentar os desafios da conservação, restauração, revitalização, reciclagem, renovação de monumentos edificados e das intervenções em núcleos urbanos de interesse histórico e artístico.

Busca-se qualificar profissionais capacitados para responderem às demandas das instituições públicas e empresas privadas que atuam na área da preservação de bens culturais, utilizando-se de uma sólida base teórico-crítica e de um intenso conhecimento empírico – uma vasta formação tecnológico-construtiva e criativa-projetual.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

  • Promover a troca de experiências entre alunos, professores e consultores em prol da formação prática no que se refere ao ato projetual vinculado às intervenções que afetam o patrimônio edificado e urbano de interesse cultural (projetos de conservação, restauração, requalificação, revitalização, renovação) – dentro das 408 horas de atividades dos ateliês;
  • Apresentar e agenciar a experimentação do instrumental para que os alunos possam apreender os métodos relativos à coleta de dados e ao cadastro detalhado e preciso de monumentos e sítios históricos consolidados – inclusive com o uso das mais avançadas tecnologias digitais que apoiam a documentação do patrimônio (atividade exercida especialmente dentro dos ateliês);
  • Apresentar e agenciar a experimentação do instrumental para que os alunos possam apreender os métodos relativos ao diagnóstico detalhado e preciso de monumentos e sítios históricos consolidados – inclusive com o uso das mais avançadas tecnologias de análise e da degradação de materiais (atividade exercida especialmente dentro dos ateliês e nos laboratórios tecnológicos vinculados ao MP-CECRE);
  • Expor as noções básicas da conservação e restauração enquanto disciplinas arquitetônicas;
  • Discutir a abrangência do tema da salvaguarda do patrimônio edificado e urbano de interesse cultural demonstrando a importância do universo da preservação na prática da arquitetura, do urbanismo e da construção: a arquitetura como forma de conservação ou transformação do ambiente;
  • Debater as tendências atuais do restauro arquitetônico e suas consequências nas intervenções contemporâneas sobre o patrimônio monumental;
  • Despertar a consciência na abordagem de situações técnicas ou projetivas, no que diz respeito ao exercício de intervenções em preexistências arquitetônicas (edifícios ou áreas urbanas);
  • Fomentar estudos que contemplem o percurso histórico do pensamento e da prática da conservação e da restauração no mundo ocidental visando a compreensão dos fatores que motivaram o surgimento da moderna consciência preservacionista, e o seu desenvolvimento até a realidade atual;
  • Estimular o confronto entre as diversas tendências do pensamento crítico e da prática restaurativa atual relacionando-as com outras estratégias contemporâneas de intervenção na preexistência, não necessariamente vinculadas ao universo da preservação;  
  • Certificar que a qualidade do projeto é o único instrumento que possa garantir uma relação pertinente e favorável entre o novo e o antigo. Esta qualidade, por sua vez, depende de uma clara consciência da relação que contemporaneamente se persegue entre os edifícios, os cenários das cidades de valor cultural e a inserção da nova arquitetura; 
  • Oferecer um profundo conhecimento do patrimônio arquitetônico e urbanístico latino-americano e luso-brasileiro, transmitindo aos alunos uma visão inovadora acerca das conceituações e metodologias de intervenções em monumentos e áreas de interesse histórico-cultural;
  • Demonstrar a prática de execução de obras do restauro e de intervenção em conjuntos urbanos;
  • Elaborar projetos e propostas de intervenção visando a recuperação dos temas estudados durante o curso, com base nos conhecimentos metodológicos adquiridos no seu decorrer, de forma a permitir a utilização destas propostas por parte dos organismos patrocinadores ou entidades públicas em geral, quando necessário;
  • Incentivar o intercâmbio de informações e experiências entre técnicos brasileiros, latino-americanos, africanos e portugueses;
  • Formar um acervo técnico e científico capaz de estimular a consolidação de um centro de pesquisas na UFBA, que venha a apoiar as atividades desenvolvidas no Brasil e no restante da América Latina e África Portuguesa, na área da restauração arquitetônica e urbanística, em todos os seus aspectos.